Alpin Montenegro

micro-habitat


a humanidade restrita a saberes tão ortodoxos

se perde e rejeita nossos corpos

sou fonte de imaginação fértil, neste solo


por que desprezar a existência da neurodiversidade

quando caminhamos pelas ruas da cidade?

estamos por toda a parte


se cruzar o oceano, me verá observando o céu azul ciano

se adentrar o pequeno espaço onde habito, verá que está rodeado de dinossauros, quadros

e baleias jubarte, meu universo-micro-habitat.

hiperfocos aos milhares!


sempre existimos, estamos aqui a anos

quiçá até em marte!

somos seres humanos, pasmem!


o suprassumo

deste mundo

é se sentir parte.