Mércia Poeta

Ela

Ela é assim

Jardim sem pétala

Ponteiro sem hora certa

Uma poesia querendo ser poeta.

E pra ela?

Não faça promessas

Faça Atitudes sem régua

Sem medir o amor

Ela é perfume sem aroma

Uma matemática sem soma

Mas cheia de essência

E sempre com um cantinho

Para te deitar na sombra

E pra ela?

Não fale alto

Fale amor do seu lado

A dois o mundo é pequeno

Para ela, é perfeito.

Ela é frágil de sentimentos fortes

Ela é assim difícil pra traduzir

Mas muito fácil de amar

E muito difícil de se deixar.



O Livro

Antes de entrar, cuidado com os espinhos, parecem escondidos entre intensos tons de cores das minhas flores. Eu disse “cuidado”, não porque você pode se machucar — mas porque os espinhos não são partes atrativas aos olhos da alma.

Por fim, te digo que essas páginas são como pétalas e a primavera é o ano inteiro.

Sente-se, escolha o seu chá preferido para o momento e uma flor para a dádiva do presente. Aprecie o agora e sinta o perfume da Primavera que também existe em você!